Notícias Rss

Na fase de Oradores, deputados se revezaram para defender a eleição de Lula ou Bolsonaro
Na fase de Oradores, deputados se revezaram para defender a eleição de Lula ou Bolsonaro - Foto:Sarah Torres
26/10/2022 19h43

Corrida eleitoral repercute em discursos no Plenário

Parlamentares também abordaram o centenário de nascimento de Darcy Ribeiro e temas como a mineração na Serra do Curral.

A disputa entre Lula e Bolsonaro à Presidência da República mais uma vez mobilizou os parlamentares presentes, física ou virtualmente, na Reunião Ordinária de Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) desta quarta-feira (26/10/22). As deputadas Beatriz Cerqueira (PT) e Ana Paula Siqueira (Rede) pediram voto ao candidato petista, enquanto o deputado Carlos Henrique (Republicanos) defendeu e reeleição do atual presidente.

Consulte o resultado e assista ao vídeo completo da reunião.

Ana Paula Siqueira ressaltou o compromisso de Lula com pautas pela sustentabilidade ambiental, em especial em relação à Serra do Curral, e com as mulheres. Entre os benefícios que a volta do petista ao poder traria, ela citou um ambiente sem ódio, intolerância e livre de violências estimuladas por Jair Bolsonaro.

Beatriz Cerqueira destacou pontos do plano de governo de Lula relativos à saúde, à educação e à assistência social, como os compromissos com o combate à miséria e o fortalecimento do Bolsa Família, investimentos em ensino de qualidade e o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Carlos Henrique, por sua vez, afirmou que o Brasil não pode retroceder a ponto de ter um “descondenado” pela Justiça na Presidência. “O Brasil está avançando, é o País da deflação, do emprego, do combustível dos mais baratos do mundo, com infraestrutura e economia sólida”, pontuou.

O deputado festejou a participação popular em comício de Bolsonaro em Teófilo Otoni nesta quarta (26) e também elogiou o governador Romeu Zema, que assinou na última terça (25), no mesmo município, a ordem de serviço para a construção do hospital regional que atenderá os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri.

Citando o antropólogo, educador, político e escritor Darcy Ribeiro, que completaria 100 anos nesta quarta e foi homenageado pelo deputado Carlos Pimeta (PDT) no Plenário, Carlos Henrique disse que o momento não comporta a omissão, exigindo coragem.

Legado

Montes-clarense, conterrâneo de Darcy Ribeiro, Carlos Pimenta salientou que ele era um homem muito à frente de seu tempo, sendo um dos maiores defensores da democratização do ensino público no País.

O deputado destacou, na trajetória de Darcy Ribeiro, a criação dos Centros Integrados de Educação Pública (CIEPs) e do Memorial da América Latina, assim como sua atuação como vice-governador do Rio de Janeiro (na gestão de Leonel Brizola), como imortal da Academia Brasileira de Letras e em favor dos povos indígenas.

Mineração

Em outro momento de seu discurso, Ana Paula Siqueira criticou o que considera omissão do Governo do Estado frente ao ataque ao patrimônio natural mineiro, como a Serra do Curral, cartão postal de Belo Horizonte.

Segundo a deputada, pelo menos 139 termos de ajustamento de conduta (TACs) foram assinados nos últimos quatro anos para permitir a extração mineral no local. O que significa a autorização para o funcionamento de empreendimentos sem licença ambiental, conforme ponderou.

“Um modus operandi que deveria ser exceção, mas que é regra em um governo que deixou claro que não se importa com nosso patrimônio e que quer continuar entregando nossas riquezas sem qualquer preocupação com as práticas de sustentabilidade”, disse.

Ana Paula Siqueira informou ter apresentado proposta de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as ações do Estado quanto à mineração na Serra do Curral, bem como requerimentos sobre outro tema: a criminalização de movimento contra a privatização do serviço de água em Outo Preto (Região Central).

Assédio eleitoral

As ameaças de empresas a trabalhadores para que escolham determinado candidato nas eleições ou benefícios em troca de votos – a prática de assédio eleitoral no trabalho – também foram abordadas por Beatriz Cerqueira no seu pronunciamento.

“O voto é universal e secreto. Minas é o estado com maior número de denúncias no Ministério Público do Trabalho (MPT), isso precisa nos envergonhar”, afirmou.

Ela ainda defendeu o transporte gratuito no dia da eleição, medida que não conta com o apoio do Governo de Minas, e maior atenção com os moradores do Morro do Papagaio, na Capital, que ficaram mais de 36 horas sem energia.


Tópicos:
Últimas Notícias
21/06/2024 Crise Climática - Noroeste acumula prejuízo superior a R$ 600 milhões com estiagem e seca
00:03:58 | Download (9302kb)

21/06/2024 Denúncias de funcionários da MGS serão apuradas pelo Ministério do Trabalho
00:03:49 | Download (8972kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter